Buscar
  • Teleconsultas.vip

Desvendando a Cloroquina


Cloroquina e Hidroxicloroquina são dois remédios de formulações diferentes, mas que levam a mesma substância, a cloroquina. Os benefícios clínicos são parecidos, mas a Hidroxicloroquina é considerada um pouco mais segura, com menos efeitos colaterais.


Sua maior utilização está vinculada à malária (uma verminose), mas também pode ser utilizada no tratamento de amebíase hepática (outra verminose que pode acometer o fígado) e, em associação, na artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico, sarcoidose e nas doenças de fotossensibilidade como a porfiria.


Além de seu efeito antiparasitário, a Cloroquina tem ação antitérmica, antiinflamatória e imunomoduladora, fornecendo aumento da resposta imune contra determinados microrganismos.


O efeito antiviral que poderia estar auxiliando no tratamento inicial de pacientes com Coronavírus é o de controlar a infecção impedindo que o vírus se reproduza. Além disso, um dos efeitos do remédio é modificar o pH de vesículas que estão no interior das células. Isso prejudica a produção de partículas que o vírus precisa para se multiplicar. Assim, ele acaba não se reproduzindo e a infecção é controlada. Apesar de ainda não haver evidências conclusivas sobre a eficácia da droga, cientistas de diferentes países estão elucidando seu mecanismo de ação.


Atenção especial deve ser dada aos feitos colaterais e risco de toxicidade. As manifestações tóxicas estão relacionadas com efeitos cardiovasculares (hipotensão, vasodilatação, supressão da função miocárdica, arritmias cardíacas, parada cardíaca), e do SNC (confusão, convulsões e coma). As doses terapêuticas usadas no tratamento oral podem causar cefaléia, irritação do trato gastrointestinal, distúrbios visuais e urticária. O envenenamento por cloroquina é extremamente perigoso e a ingestão de uma única dose de 1.500 mg pode ser fatal em poucas horas.


As principais contra-indicações extraídas de bula são: psoríase ou outra doença esfoliativa, porfiria, epilepsia, miastenia gravis, pacientes com problemas graves no fígado (insuficiência hepática avançada).


Sendo assim não deixe de procurar atendimento médico, priorize a sua saúde e confie em um profissional qualificado.


Clique AQUI e agende sua TeleconsultaVIP de EMAGRECIMENTO com Dra. Joseane Paula Vascon

588 visualizações